29 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
6/12/23 às 15h29 - Atualizado em 6/12/23 às 15h29

Comunidade pioneira, Cruzeiro completa 64 anos com mais qualidade de vida

COMPARTILHAR

Uma das regiões administrativas pioneiras do Distrito Federal, instituída antes mesmo da capital federal, o Cruzeiro completa 64 anos nesta quinta-feira (30). Com cerca de 30 mil habitantes distribuídos pelos cruzeiros Novo e Velho e 52 quiosques gastronômicos espalhados, o local é considerado por muitos como a melhor região para morar. De presente de aniversário, a cidade ganhou benfeitorias do Governo do Distrito Federal (GDF), resultando em mais de R$ 783 mil investidos somente em 2023.

Concebido como parte do Plano Piloto, o Cruzeiro foi fundado em novembro de 1959. A equipe de Lúcio Costa foi responsável pelo projeto urbanístico do local e do nome inicial, Setor de Residências Econômicas Sul (SRES), atual Cruzeiro Velho. No final dos anos 1960, o setor vizinho, Cruzeiro Novo, deu nova conformação ao desenho urbano, habitado por funcionários do GDF e da iniciativa privada.

“Cruzeiro é o berço da cidade de Brasília que recebeu todo o funcionalismo público do DF. É uma cidade bairrista onde a cultura e o esporte pulsam muito forte. Todos no Cruzeiro se conhecem e se ajudam. Além disso, é uma localidade onde há baixos índices de criminalidade. Tudo isso corrobora para se tornar uma cidade muito boa para morar”, destaca o administrador regional, Gustavo Aires.

Uma das maiores conquistas dos cruzeirenses é a reforma do Cruzeiro Center. Comerciantes de cerca de 180 lojas e clientes podem transitar com mais segurança e conforto por um centro comercial que recebeu, no ano passado, investimentos de R$ 2,8 milhões para a troca de piso, instalação de mobiliário urbano e novo paisagismo. As intervenções, aguardadas pela comunidade há aproximadamente 30 anos, foram concluídas no segundo semestre deste ano.

Além disso, os moradores ganharam um letreiro que remete à RA, na Avenida das Mangueiras, via que dá acesso ao Cruzeiro. Com aporte de aproximadamente R$ 19 mil, os cruzeirenses contam, desde novembro, com uma placa de identificação na entrada da região administrativa.

Não para por aí. Pela primeira vez, o Cruzeiro recebeu os alunos do RenovaDF para dar cara nova aos equipamentos públicos da cidade. Por meio do programa, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedet), os alunos irão reformar até o final do ciclo 49 espaços, sendo 25 parquinhos infantis, sete quadras esportivas e três quadras de areia.

Para reforçar os serviços de zeladoria que ocorrem diariamente, a administração regional aumentou a quantidade de reeducandos. “Nós tínhamos 13 reeducandos e agora temos 30, um investimento de mais de R$ 295 mil anual. Eles nos ajudam na pintura de meios-fios, limpeza de bocas de lobo, operações tapa-buraco e melhorias de parquinhos. Aumentamos esse número para termos mais frentes de trabalho na cidade”, explica o administrador.

Melhor lugar para chamar de lar

É comum ouvir dizer por aí que o Cruzeiro é uma das melhores regiões para morar no Distrito Federal, opinião reforçada ao conversar com os moradores da RA. “Eu não consigo me imaginar em um lugar melhor para chamar de lar”, compartilhou o servidor público Crhystiano Heliodoro, 45 anos. Ele mora no Cruzeiro há aproximadamente dois anos e revela que o acolhimento dos cruzeirenses foi o que mais o surpreendeu.

“Escolhi morar pela localização, custo-benefício e logística. É um bairro onde eu encontrei caminhos que unem corações, porque cada esquina tem um novo amigo, um sorriso, um bom dia e, à noite, as coisas ficam ainda mais interessantes com as luzes da cidade mostrando uma comunidade cheia de vida”, relata.

O comerciante Juraci Soares, 61, mora no Cruzeiro desde 1977. Foi lá onde ele se estabeleceu para construir família e criar o próprio negócio para vender churrasquinho em um dos quiosques gastronômicos que existem na cidade. “Aqui é a melhor região do DF porque a gente consegue com facilidade ir para qualquer lugar. O Cruzeiro é tudo de bom”, revelou. “É uma região arborizada, tranquila, com muitas pracinhas e eventos culturais. É como se fosse uma cidade do interior, onde todos se conhecem.”

“Eu amo o Cruzeiro. É um lugar excelente, de uma tranquilidade sem igual. Eu posso sair a qualquer horário à noite sem preocupação”, reforça o comerciante Sérgio Roberto Inocêncio, 65. Ele tem um mercado no Cruzeiro Center e é morador da RA há mais de 40 anos. Segundo Inocêncio, a reforma do centro comercial foi um presente aguardado por muito tempo. “A revitalização ficou muito boa. A faixa de pedestre elevada ficou excelente. É possível ver que o governo tem atuado aqui”, frisa

De pai para filho

Além de administrador regional, Gustavo Aires é um cruzeirense nato. Morou na região por 35 anos e herdou as funções públicas do pai, Odilon Aires — segundo administrador da história do Cruzeiro, entre 1991 e 1993.

“Isso me honra muito. Sou nascido e criado no Cruzeiro, onde tenho amigos e passei toda a minha infância e juventude. Sou muito orgulhoso e muito grato por ser administrador dessa cidade onde cresci e fiz grandes laços. Eu trabalho diariamente para poder ser cada vez mais útil para essa cidade que tão bem me acolheu”, revela Aires.

Mapa do site Dúvidas frequentes